ENCONTROS COM PATAÑJALI YOGA SŪTRAS: OS 5 NIYAMAS

Patanjali ouro

 Coordenação: Marcia Neves Pinto

 II.32 śauca santoṣa tapaḥ svādhyāya Īśvara praṇidhānāni niyamāḥ são os cinco niyamas, isto é, as práticas que devemos seguir, o que devemos fazer a fim de construirmos nosso caráter: śauca (limpeza/pureza), santoṣa (contentamento), tapas (habilidade de suportar o desconforto), svādhyāya (estudo das escrituras, recitação dos mantras,autoestudo) e Īśvara praṇidhana (entrega a Deus).

Os últimos três niyamas compõem kriyā yoga, são os mais importantes de serem observados, enfatizam a autodisciplina e já foram objeto de estudo (ver em www.yogasoul.com.br o texto GE-YS 16).

Essas cinco práticas estão alinhadas com as cinco camadas do homem e com os cinco elementos da natureza: anatômica (terra), fisiológica (água), psicológica (fogo), intelectual (ar) e espiritual (éter).

  • śauca pode ser dividida em duas categorias: (1) limpeza externa resultante da remoção das impurezas externas por meio da higiene e da ingestão da alimentação apropriada (BG cap. 17-8/10, HYP I-62/63) e (2) limpeza interna, isto é, da mente do orgulho, vaidade, ciúme, inveja e outras impurezas mentais por meio da prática dos yamas, niyamas, āsanas e prāṇāyāmas. Śauca torna o corpo um instrumento adequado para a persecução do conhecimento espiritual.
  • santoṣa, contentamento, deve ser retido e lembrado a fim de manter a tranquilidade da mente.
  • tapaḥ é a habilidade de colocar de suspender o desconforto físico e, especialmente, o desconforto mental gerado pela prática dos oito membros do yoga para controlar a mente (p. ex.: ao observar o silêncio devemos evitar a fala inútil e as más palavras – BG 17-14/16). Tapaḥ não significa suportar dor ou sofrimento, mas antes se refere a ultrapassar a resistência mental a aderir à prática apropriada, quebrando os antigos padrões de vontade. Tapas é uma prática interna e é o meio para cortar as raízes que sustentam o ciclo de ignorância (avidyā) e a ação resultante (karma).

Tapaḥ significa o controle dos sentidos tanto na qualidade quanto na quantidade, defendendo que não há yoga sem a prática de tapaḥ, autodisciplina, austeridade, o primeiro – e, portanto, mais importante – item da lista de Patañjali. A tendência da mente de perseguir a gratificação dos sentidos somente pode ser quebrada pela autodisciplina.

  • svādhyāya é o segundo componente de kriyā-yoga. A palavra é composta de “svā” que significa centro, “adhy” que significa perto e “āyana” que significa ir, portanto, svādhyāya significa ir em direção ao seu próprio centro ou Self ou auto estudo como meio de se chegar ao próprio Self ou, ainda, o estudo das escrituras que conduzem à liberdade (mokṣa) como os Upaniṣads, Bhagavad Gītā e os Yoga Sūtras, não incluindo as escrituras religiosas simples porque estas podem conduzir à prisão dos dogmas e rituais mais externos do que internos, não nos conduzindo em direção ao próprio Self.
  • Īśvara praṇidhana pode ser entendido como a dedicação de todas as ações a Deus. A devoção a Īśvara tem a conotação de renúncia aos desejos do ego e à oferta das ações praticada a Deus. Os comentaristas consideram essa dedicação dos frutos da ação a Īśvara como uma referência implícita ao karmā yogacentrada em bhakti exposta no Gītā por Kṛṣṇa: “você tem o direito de cumprir seus deveres, mas não aos seus frutos; não se considere como o executor das suas atividades e não se apegue à inatividade.” (II.47). Karmā yoga, conforme o Gītā,é o caminho da ação orientada puramente pelo dharma, dever.

 

EFEITOS DA PRÁTICA DOS NIYAMAS

POSITIVOS NEGATIVOS
śauca: limpeza, pureza sujeira/impureza
santoṣa: contentamento tristeza
tapaḥ: autodisciplina, austeridade indulgência
svādyāya: autoestudo conversa fiada
Īsvara praṇidhāna: devoção ao que é divino devoção a pessoas mundanas não merecedoras

 

O estabelecimento firme nos ditames dos yamas e niyamas está relacionado com a perda da força dos kleśas (obstáculos) e suas sementes (bīja), meio através do qual a pessoa pode evitar o ciclo-vicioso da reação do karma, saṁsara.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s